6.7.11

fim de tarde de inverno baiano

Tudo começou hoje pela manhã quando recebi um email de um amigo, era uma brincadeira, tinha uma foto de quibes, passei o dia pensando neles. No final da tarde resolvi ir atrás de quibes, tinha uma loja 'A Beduína' de comida árabe aqui perto de casa, tinha, eu não sabia que não tem mais, me arrumei e fui a pé até lá pensando no gosto do quibe frito na hora... a tarde de inverno de 27 graus estava maravilhosa com o sol se pondo com reflexos dourados, céu azul, mar azul e lá no horizonte aquele tom de rosa salmão, a cor de Ewá, a orixá do horizonte ao amanhecer e ao entardecer. Tudo tão lindo, e eu pensando nos quibes fui fotografando o caminho, entusiasmada e já saboreando antecipadamente...

curto muito a paisagem a minha volta

é linda a orla por aqui, ainda mais com a luz suave do entardecer

Quando cheguei no lugar onde era "A Beduína", decepção, não tem mais... puxa, e a vontade de comer quibe?
Mais a frente tem um centrinho comercial onde costumo ir de vez em quando comer acarajé, lá tem uma barraca, mas eu não queria comer acarajé hoje, queria quibe! Danado do Waldir que mandou o email com aquela foto da bandeja de quibes!!
Bem, aproveitei então para olhar todas as lojinhas do centro comercial, um tipo mall aberto com uma praça de alimentação no meio. Lá tem farmácia, cabelereiro, floricultura, revistaria, lojas de roupas e presentes, uma padaria (que aqui os baianos chamam de delicatessen) e lá encontrei salgadinhos saindo fresquinhos e tinha quibe! eram quibinhos, pequenininhos, mas pelo menos tinha o formato de quibe, peguei quatro pra matar a vontade, ia levar pra casa e comer finalmente o benditos quibes!

a sacola da padaria, vejam que chama delicatessen

Saí da padaria, enquanto olhava revistas vem um cheirinho de pastel que lembrava os das feiras-livres de São Paulo, uma coisa que de vez em quando me dá saudade porque aqui na Bahia não tem feira na rua e nem pastel de banca de chinês, porque não sei. Bati o olho na pastelaria.

presta atenção na cor do horizonte

Mesmo com a sacolinha com os quatros quibezinhos não resisti aos pasteis, que eram também pequenos e são vendidos em porção de meia-dúzia, e já que (lá vem a tal da 'jaque') vamos provar os pasteizinhos, melhor tomar uma cervejinha gelada para acompanhar, afinal o inverno baiano é mais pra cerveja gelada do que pra vinho tinto.

pedi a porção mista: 2 de carne, 2 de queijo e 2 de frango
a pimenta é da hora!

Sentada de frente para a avenida acompanhava o movimento dos carros e pessoas, gente caminhando no calçadão do outro lado da avenida, surfistas carregando as pranchas, gente entrando e saindo da padaria com pãezinhos frescos, a baiana fritando acarajé, uma tarde calma e animada ao mesmo tempo, e o sol indo embora... uma deliciosa sensação de paz.

a vista  - com zoom - do que eu via da mesa que estava

Os pasteizinhos fritos na hora e com muito recheio e massa fininha e crocante estavam deliciosos, achei até um exagêro mas acabei comendo todos eles. Antes de sair fui dar uma espiada num Café que tinha visto bem lá no fundinho do pequeno shopping, pensei que um café seria bom para encerrar minha refeição. O dono abriu a porta para eu entrar no ar condicionado, mas também tem mesinhas num deck do lado de fora, preferí sentar num banco com almofadas do lado de dentro, pedi o expresso macchiato, só que a vitrine com tortas estava bem na minha frente!




Era para ser apenas o cafezinho, mas aquelas tortas ficaram me olhando e pedi para a mocinha que atende me explicar o que era cada uma, decidi por essa de massa de pão-de-ló com chocolate e rum...hummmmm...

mais de pertinho

Enquanto saboreava essa delicia fiquei sabendo que essa loja é de uma fazenda produtora de café na Chapada Diamantina, fazem um café gourmet, comprei um pacotinho para levar para a minha nora, que como eu, adora um bom café.


é pequeno e muito simpático com um banco cheio de almofadas
nas mesas de fora o pessoal toma chopp tirado na hora com aperitivos
tem café, doces, salgados, bebidas finas, um lugar bacana para encontrar amigos

folder de divulgação

verso do folder mostrando como chegar


E ai? Os quibes? Bem, voltei com eles para casa, e agora pouco, depois da digestão dos pastéis e da torta, eles estavam me esperando...

deixaram muito a desejar, passam longe de um verdadeiro quibe
mais parece croquete, então continuo com vontade de comer um bom quibe...

*

12 comentários:

Regina disse...

Mas que maldade!!! Estou aqui com água na boca e os olhos vidrados nessas belezas de fotos.
Que saudades do Brasil!!!

Bistrô Chapada Café disse...

Prezada Jussara.

Boa noite.
Gostaria de agradecer por sua visita ao nosso Bistro na tarde dessa quarta e pelos seus comentários em seu blog (que achei muito bom!!!).

Relatos como o seu é que nos mostram que estamos no caminho certo para atingirmos o nosso objetivo: termos um ponto de encontro para amigos e pessoas que sabem aproveitar os bons momentos da vida.

Mais uma vez obrigado e parabéns pelo seu blog!

Esperamos que retorne sempre! Estaremos sempre com as portas abertas ou sendo abertas :-) para voce!

Um abraço.

Raymundo

Anônimo disse...

Esse café, realmente, é um espetáculo. Aliás, todo o cenário descrito pela Juju é um espetáculo. Luís Carlos

Susi disse...

Judia Juju!!

Lilian Carvalho disse...

Juj,
Estive ontem no Bistrô da Chapada e tive a mesma sensação que você...sentar diante daquelas tortas e resistir é impossível!!! A de camarão é para saborear de joelhos!!!
Ah! Na próxima vez experimente o Café Pai Inácio, gelado e com sorvete...para as crianças eles preparam uma receita alternativa sem café, minhas filhas amaram!
Beijos
Lilian

Anônimo disse...

Menina esses pasteis essa torta e cafe pra fechar o dia foram demais, deu agua na boca.

Beijos Marlene PR

Veronica Arteira disse...

Peraíiiiiiiiiiiiii,Juuuuuuuuu!!! Isso não se faz com uma pobre mortal que está à beira de um treco com esse frio todo!!!! rsrw
Adorei tudooooooooooo!!!
Bjsssssssssssss

Allan Robert P. J. disse...

Nem quibe, nem acarajé, nem pastel. Dá uma saudade gastronômica...

Mirys + Guigo + Nina disse...

JUUUUUUU:

Com umas fotos lindas dessas, com uma inspiração maravilhosa dessa, com toda a sua habilidade fotográfica... você NÃO FEZ 10 FOTOS NO DIA 10 PRA PARTICIPAR DO PROJETO "10 ON 10"???????

Adoraria ver a sua versão do dia 10...

Bjos e bençãos.
mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Santinha disse...

Aiiii que maldade. To águada
y

Gustavo Romero disse...

Oi, Jussara!
Sou morador da região e frequento bastante este "centrinho comercial", cujo nome é Shopping Vilarejo 50. Ele tem ótimas opções gastronômicas!
O La Pastieira tem pastéis deliciosos e massas fenomenais! Se não me engano, o dono é de São Paulo.
Mas, o meu local predileto é, sem dúvida, o Bistro da Chapada Café (antigo Café Grão da Chapada; mudou de nome e de dono, mas as opções são as mesmas), com seus cafés gelados especiais e suas tortas deliciosas!
Definitivamente, moramos num local privilegiado!

Catarine Heiter disse...

ahhhh.. a gente adora estes lugares por onde voce passou! Somos fãs há anos da La Pastieira e do Café Grão da Chapada.. inclusive lá no blog já fizemos resenha sobre os dois!

Perfeito o seu post! Foi divertido acompanhar o seu passeio!

www.mastigandoemsalvador.com.br