31.5.11

último dia de maio

enquanto somos vivos, vivamos

O tempo foi dividido para que nos orientássemos melhor, horas, dias, meses, anos... e deve ter alguma coisa que influencia determinados períodos da nossa vida, a lua, os signos? Sei lá, mas tem épocas que parece que vem tudo de uma vez.
Não sou de reclamar e detesto quem vive reclamando da vida e não olha para o lado bom, sim, sempre tem o lado bom, e é para esse lado que eu olho. Tem gente que brinca comigo que eu vejo a vida cor-de-rosa, nem tanto, mas eu vejo a vida colorida sim! Sou quase "uma Pollyana"!
Não sei se isso é um mecanismo de defesa, mas é o jeito que aprendi a viver, por que se lastimar e deixar de aproveitar tanta coisa desse enorme mundo cheio de coisas encantadoras e de gente interessante.
Portanto, se esse post estiver parecendo uma lamúria, acredite que não é. É apenas uma constatação de que, de repente, um monte de coisas chatas acontecem em seguida, parece que cortaram uma fita e veio tudo de avalanche. Todos já sentiram isso vez ou outra na sua vida, não é verdade?
Para mim esse mês de maio parecia não ter fim... apesar da alegria de comemorar o aniversário do meu netinho, do meu filho e do meu marido, foi um suceder de notícias de doenças, sofrimentos, dificuldades e de pessoas queridas que partiram.
Como no final do ano, no reveillon, comemoramos a entrada do novo ano cheios de expectativas e esperanças, quero fazer isso esta noite, deixar esse maio para trás - vai ficar na memória, com certeza - e começar junho com o pé direito, novas chances e oportunidades, novas comemorações e muita festa para Santo Antonio, São Pedro e São João!

em maio choveu muito e também fez sol, alguns dias alegres, dias solitários, dias tensos e dias muito tristes...

Vocês podem estar se perguntando, mas como assim? Tem 10 posts muito positivos neste mês aqui no blog! E é verdade, o blog me ajuda também a ver o lado alegre da vida, o quanto devemos ser agradecidos pelas mínimas coisas que acontecem no nosso dia-a-dia, que alí está a felicidade.

*



3 comentários:

Dani disse...

Lindo seu texto e seu olhar sempre positivo pra vida.

E é bem normal termos nossos dias tristes e muitas vezes somos atropeladas por uma enxurrada de notícias ruins. Daí vem o momento de calar, de chorar, de pensar...e só depois de cumpridas essas etapas, olhar pra frente e perceber que ainda há muito para caminhar.
E que o mês de junho seja solar na sua vida. Na nossa.

Já estava com saudade do seu cantinho...

Beijo

Mirys + Guigo + Nina disse...

Juju:

Sofro do mesmo mal: todos me chamam de Poliana e dizem que vou me dar muito mal por isso! Eu não ligo e toco o barco. Meu copo está SEMPRE meio cheio!!! E da-lhe alto astral (mesmo quando o resto quer te levar pro outro lado).

Mas, junho chegou! E com ele chegou o desafio da fotografia (já fiquei sabendo pela Dani). Então, vim dizer que VOU PARTICIPAR!

E como ninguém gosta de fotografar coisa feita e triste... lá vamos nós para a "felicidadelândia"!!! Dia 1, foto 1.

Não se esqueçam de deixar um dia vago, lá na terceira semana, quando vou fazer a "mammyrazzi week". Daí, vocês colocam "mammyrazzi day"!!!

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Dalva disse...

Olá Jujú, conheci seu blog outro dia e adorei! Queria ter esta coragem de mudar para perto do mar que amo!
Que o mes de Junho venha com muita alegrias para voce e sua familia.
Deus te abençoe por proporcionar tantas coisas boas aqui no seu cantinho!
Dalva Vieira