27.4.11

pasta ai funghi secchi

Quando estou sozinha em casa geralmente esquento comida que tem no freezer ou faço um lanchinho, mas hoje me deu vontade de comer uma massa, gosto de spaghetti aglio e óleo, ou só na manteiga com muito parmesão por cima, até de molho de pacotinho pode ficar muito bom dando umas incrementadas com ervas, azeite, fica outra coisa!
Como fiquei de passar essa receita de macarrão com cogumelo seco para meu filho, aqui vai, e para a Maria Cláudia que tem se aventurado na cozinha. Também hoje fiz essa comidinha pensando no aniversário da minha nora, já que é dia de festa e ela está lá longe, comemoro aqui também!
Funghi secchi é um cogumelo desidratado, de origem italiana, tem no Chile também e são bem mais em conta que os da Itália. São usados em risotos, molhos e carnes, tem um sabor bem forte e são ricos em nutrientes, encontrados em bons supermecados, estão se tornando populares por aqui.
Fiz um passo-a-passo para quem é de primeira viagem nesse prato.

ingredientes:
uma massa boa, de grano duro de preferência
funghi secchi
manteiga (pode ser margarina se preferir)
cebola picadinha
salsinha e cebolinha picadinhas
vinho branco seco
sal

Como a massa logo cria fungos aqui onde moramos por causa da umidade e do mar, guardamos na geladeira. Fui pegar um pacote de penne que já estava aberto, só que mesmo na geladeira estragou, então fiz com farfalle, esse molho pode ser usado com qualquer tipo de massa.
Algumas observações: hoje eu usei um sal com funghi que minha filha trouxe da Suécia, o sal já tem cheiro e sabor de funghi, mas costumo usar caldo de carne ou de legumes daqueles de tabletinho para dar mais sabor;  além desses ingredientes pode acrescentar creme de leite para engrossar o molho, dá um sabor mais suave; o vinho tem que ser branco seco senão muda tudo!
Esta receita é muito simples e fácil, fica gostoso, pode fazer que impressiona as visitas!
Então vamos ao modo de fazer:
A primeira coisa é colocar uma panela bem grande com água para ferver, a massa precisa de muita água para cozinhar, não economize nesse ítem! Enquanto a água vai aquecendo pode começar a preparar o molho, é bom ter tudo à mão.

os cogumelos são secos, desidratados, então precisamos hidratá-los para usar
coloque-os numa vasilha com água quente por um tempo até amolecer
escorra e reserve a água que fica escura e com gosto deles
se gosta da textura dos cogumelos deixe em pedaços grandes
ou pique em pedacinhos

numa panela coloque a manteiga e um pouco de azeite
isso é importante para não queimar a manteiga
doure a cebola picada e junte o cogumelo, refogue bem

coloque o vinho e deixe um tempo para evaporar
quando já estiver seco junte a água do cogumelo reservada
importante coar essa água escurecida porque pode ter um pouco de terra
deixe ferver, coloque o cheiro-verde e o sal
nesta etapa, se preferir, use o tablete de caldo
cuidado com o sal, dependendo da quantidade que vai fazer use adequadamente
hoje eu usei o sal que já vem com pedacinhos de funghi
se for usar creme de leite agora é a hora dele, misture ao molho
eu fiz sem creme de leite, fica um sabor mais forte do funghi
se gostar coloque pimenta do reino moída na hora, eu gosto!

a essa altura a massa deve estar al dente, escorra e junte ao molho na panela 
misture bem para o molho penetrar em toda a massa
sirva o prato, use um prato bonito, parece bobagem, mas faz diferença!
ah... mais uma coisa, pasta se come em prato fundo.

faz diferença também arrumar bem a mesa, mesmo quando estamos sozinhos, ou principalmente!
não se esqueça do queijo ralado, o ideal é um parmesão ralado grosso e na hora
no meu caso hoje foi de pacotinho mesmo
lembre-se: pasta senza formaggio é come amore senza bacio
quando receber amigos coloque um pedaço de parmesão com um ralador pequeno na mesa
são essas pequenas coisas que dão um toque especial 

coma apreciando a paisagem!
hoje, uma quarta-feira ensolarada aqui em Salvador, 
o melhor lugar da casa é a varanda
pasta deve ser acompanhada de vinho, seja tinto, branco ou rosè
eu prefiro seco, tomei um restinho de Chadornay que sobrou da Páscoa

Saúde!

*

6 comentários:

Vicky disse...

Me deu uma vontade... Que delicia, vou tentarf fazer qualquer dia. Mas tem de ser fungi seco? Nao pode ser fresco?
Vicky

Jussara Gehrke disse...

Vicky

essa receita é com cogumelo seco, mas vc pode fazer com outros tipos de cogumelos também, usando o mesmo processo: manteiga, cebola, refoga o cogumelo, põe vinho, temperos e pronto!

outro dia vi na tv uma pasta com um molho com vários tipos de cogumelos misturados, ainda vou fazer um dia...

Inês disse...

Puxa que delicadeza, uma receita por blog, passo a passo!
Obrigada

Bjs


Inês

Allan Robert P. J. disse...

A receita está perfeita!
As visitas vão adorar. [ou a cozinheira solitária]

:)

Suzy disse...

Ai, ai, ai...
Amei isso! Quase senti o cheirinho...
Vou testar, hein!?
Beijokas

nemacharmosa disse...

Nooosa deve ter ficado delicioso,obrigada por compartilhar Juju,a fota da varanda está linda.
Beijão