9.3.12

esperando o bebê em Estocolmo

Não tenho tido para fazer posts, nem para estar na internet. Cheguei em Estocolmo na segunda-feira com um dia lindo e azul, temperatura abaixo de zero, mas o coração aquecido de encontrar minha filha, minha neta, genro e claro, o bebê ainda na barriga!
Hoje pela manhã, com muitas contrações fortes, minha filha foi para a maternidade e eu estou em casa com a Nina, que está com catapora!
Estou fazendo esse post enquanto ela está distraida vendo 'Olivia Pig', desenho que ela adora, mas não pode ficar muito tempo na frente do computador, então vou só colocar algumas fotos aqui e vou lá brincar com ela, ler livrinhos de história, inventar qualquer coisa dentro de casa.
Minha filha mora num bairro bem tranquilo (aliás, o que não é tranquilo na Suécia?...rs), a gente sai na rua e vê poucas pessoas, gente tão agasalhada que quase não dá pra ver a cara delas, e mesmo se visse não adianta nada, as pessoas não se cumprimentam na rua. Se a gente entra em algum lugar como loja ou café, diz apenas um "Hej" (pronuncia: rei), e basta, não tem essa coisa de 'bom dia', 'boa tarde, 'boa noite', é só "Hej" mesmo.
Depois vou contar mais das minhas impressões dessa terra fria de pessoas gélidas, por hoje ficam essas imagens.

vocês sabem que eu gosto de fotografar da janelinha do avião
ainda mais uma paisagem assim diferente pra mim
ainda um pouco de neve e os lagos congelado
fiz várias fotos e um filminho da aterrizagem no aeroporto de Arlanda


Do aeroporto até a casa da Ju o taxi passou pelo centro da cidade, os prédios são lindos, pouca gente nas ruas apesar de ser uma segunda-feira à tarde, porque faz frio de verdade, estava -2º quando cheguei. 

claro que da janela do taxi fui clicando
essa foto eu gostei, reflexo de um prédio espelhado na antiga estação de trem

a Ju, muito carinhosa, estava me esperando com chá e esse doce de coração
é um doce típico sueco chamado "coração de baunilha", delicioso!

barriga

Nina brincando com a mala da vovó

esse é o bairro onde mora a Ju, chama-se Kärrtorp

Pois eu levei um tombo no primeiro passeio! escorreguei naquele gelo fininho, liso que nem quiabo. Quase que filmo o tombo, estava fazendo esse filminho, quando desliguei a câmera escorreguei de bunda, ainda bem que estava muito agasalhada, amorteceu a queda. Olha o filminho e sinta o clima desse lugar onde só ouvimos nossos passos e o som da natureza.


E para encerrar o post, um filminho da Nina e Juliana ontem à tarde.



Depois eu conto mais...

*


3 comentários:

Anônimo disse...

Adoro todos teus post.
A fiquei imaginando a cabecinha de Nina ela compreende bem o português?
No dia a dia ela fala com a mãe em qual língua?

beijos felicidades Marlene PR

Jussara Gehrke disse...

Pouco depois de eu escrever esse post nasceu minha netinha, a irmã da Nina!
9.3.2012 as 10:58 com 4250kg e 54 cm! morena sueca!

Luma Rosa disse...

Uau!! Sua neta nasceu enorme! Isso tira um pouco das preocupações, pois como disse meu médico certa vez: Uma criança que nasce com peso que muitas crianças demoram um mês para ter, já nascem com um mês de vida!
hehehehe acho que você entendeu... parabéns, Jussara!! É muita emoção agregada à saudade que já estava, não?
Achei super legal você filmando o pé da sombra, o efeito foi bastante diferente!
Boa estadia!! Beijus,