6.5.11

hoje é um dia muito especial


No dia 6 de maio de 1976 eu estreei no papel de mãe e foi o Gustavo que me ensinou os primeiros passos. Com vinte e poucos anos olhando para aquele bebê lindo que tinha saído de mim, eu fiquei com mêdo a princípio, parecia um boneco, mas precisava ser alimentado, limpo, aquecido... teria as doenças, as noites sem dormir, ia chegar o dia da escola... me lembro de ter pensado em tudo isso no dia que voltei para casa com ele, mas pensei também que eu iria lhe ensinar muitas coisas, que ia ler para ele, contar histórias, levá-lo para passear, que mostraria o mundo para aquela criatura que dormia tranquilamente no carrinho.
Durante esses 35 anos ele continuou a me ensinar a ser mãe, e eu lhe dei meu apoio e incentivo para trilhar os caminhos que sempre soube escolher bem.
Parabéns, meu filho, por suas conquistas e por isso comemoramos os aniversários, é uma passagem para lembrarmos dos nossos feitos e termos esperança para os próximos. Meu desejo é que seja muito feliz, continuando a ser como é, como filho, marido e pai, tenho muito orgulho de você! Que Deus o abençõe! 

*



7 comentários:

Regina Fernandes disse...

Parabéns Ju! O dia do aniversário dos filhos é uma grande festa em nossos corações de mãe.
Muitas felicidades, saúde e luz para Gustavo.
Bjocas

selma disse...

juju, seu blog já está nos meus favoritos e hj em especial emocionou-me por ser tb meu aniversário e fiz esta manhã a mesma reflexão que vc: que a vida é completa pelos filhos, pelo que aprendemos com eles!!
parabéns pro seu filho, parabéns pelo seu blog e um feliz dia das mães!

Carol disse...

Muita saúde, paz e amor para o seu filho e toda a sua família.
Felicidades para o Gustavo.

Notinha: Hoje meu enteado Gustavo também completa mais um ano de vida, 17 anos.

Beijos

Nana disse...

Parabénsss eeee é lindo você olhar e ver que foi abençoada por Deus e ele também!! Que conseguiu se realizar como mãe e criou um homem que hoje tem a sua própria família.
Parabéns para vc também amiga, que conseguiu com honra criar os seus filhotes dados por Deus.

Bjss

Lu Saharov disse...

Ai, Ju! Fiquei muito emocionada lendo seu post. Lembrei-me de que você, grávida, andava pra cima e pra baixo com o livro "Nascer sorrindo" lembra? Você queria porque queria que seu bebê nascesse dentro d'água, para que a passagem entre esses dois mundo fosse o mais suave possível para o seu rebento. E conseguiu, não foi? Com aquele médico com nome de filósofo de Taubaté! Felicidades, amiga! Para você e para Gustavo e todo o meu amor!

Jussara Gehrke disse...

Lu, o médico é o Xenofonte Mazzini de Taubaté, na época ele havia recepcionado o dr Leboyer, criador do parto "nascer sorrindo", não era dentro d'agua, o bebê saia do útero diretamente para o colo da mãe, foi assim com o Gustavo e com os outros meus filhos, o bebê não chora, aos poucos vai abrindo os olhinhos sobre a barriga da mãe e o pai corta o cordão umbilical, depois o pai o segura dentro de uma banheira com água na mesma temperatura do liquido aminiótico, as luzes da sala são apagadas durante o parto e fica tudo na penumbra, como o Gustavo nasceu as 3 da tarde foram fechadas cortinas escuras na sala preparada para esseparto. Foi tudo muito suave e o Gu não chorou mesmo, só abriu a bôca quando foram limpá-lo e fazer as avaliações

Anônimo disse...

Mãe,

Muito obrigado por seu email e o seu posting. Gostei muito das fotos e do que escreveu. Parabéns pra você hoje também! Obrigado por tudo que sempre fez para proporcionar condições para ter alcançado felicidade e tudo que tenho hoje.

Beijos,
Gustavo